Após negativa de aumento real do governo, servidores de Itajaí decretam estado de greve

Tendo em vista a resposta do governo municipal de que apenas a reposição da inflação será concedida na campanha salarial deste ano, os servidores públicos de Itajaí decidiram por unanimidade rejeitar a proposta do Poder Executivo e decretaram estado de greve. A decisão foi tomada em Assembleia Geral realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Região da Foz do Rio Itajaí (Sindifoz) na noite de ontem (03/03). A categoria está mobilizada em lutar por um reajuste real. Dessa forma, foi mantida a reivindicação inicial de 12% de aumento.

Durante a assembleia foi destacado que os servidores terão a partir de julho uma perda salarial de 3% com a mudança da alíquota previdenciária de 11% para 14%, em projeto de lei do Poder Executivo aprovado na Câmara de Vereadores no último mês. Com isso, no entendimento da categoria, é necessário que essas perdas sejam repostas através do aumento real nos vencimentos dos trabalhadores, que também sofrem com outros aumentos acima da inflação como IPTU, gasolina, gás e outros custos básicos.

Outro ponto no qual a categoria quer discutir antecipadamente diz respeito as gratificações dos servidores. Por força da Emenda Constitucional 103/2019, as gratificações deverão ser tratadas como permanentes ou temporárias. Na resposta do município, tal situação será discutida apenas em 2021, porém os servidores querem que o tema entre na pauta da negociação desse ano.

O governo ainda propôs apenas a correção de distorções do vale-alimentação, porém a categoria mantém a solicitação de um aumento real também nesse benefício. Os demais itens da pauta de reivindicação, também foram colocados em discussão e continuarão sendo debatidos com o governo municipal.

Em repúdio ao aumento da alíquota previdenciária e também à negativa do governo de um aumento real, os servidores realizarão uma manifestação em frente ao paço municipal na quinta-feira, dia 5, a partir das 17h30. Toda a categoria está convocada a comparecer e mostrar seu descontentamento.


Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *