Casos de covid-19 na Educação de Itajaí crescem e Sindifoz pede suspensão imediata das aulas presenciais

O Sindifoz oficiou nesta terça-feira o prefeito e a Secretaria de Educação de Itajaí para que suspenda imediatamente as aulas presenciais no município tendo em vista o crescente número de casos de covid-19 na rede municipal de Educação. O apelo feito é de que nesse momento as vidas de toda a comunidade escolar sejam preservadas. Nessa segunda, o município divulgou elevadas taxas de ocupação das UTIs locais, que chegaram a 94,24%, com apenas quatro leitos vagos.

Desde o início do ano letivo, em 3 de fevereiro, o Sindicato tem recebido inúmeras informações de casos  positivos nas unidades escolares, tanto de servidores, quanto de trabalhadores terceirizados. Crianças também já estão sendo diagnosticadas com o vírus.

Esse aumento considerável de casos tem causado um déficit de servidores da educação, sejam professores, agentes de atividade em educação, agentes de apoio em educação especial, ou especialistas em educação. Além dos testes positivos, também precisam de afastamento pessoas do grupo de risco ou trabalhadores sintomáticos.

Estes afastamentos acabam sobrecarregando os demais colegas de trabalho e, mesmo que a Secretaria de Educação esteja trabalhando incansavelmente para a substituição destes profissionais, o processo de contratação de ACT’s é burocrático e moroso.

Além disso, para afastamentos inferiores a 30 dias, há impossibilidade jurídica de contratação de ACT’s, sendo que os afastamentos para covid se dão em períodos de 5 a 14 dias.

O Sindifoz também destacou no ofício protocolado que quando as aulas presenciais foram iniciadas, no começo de fevereiro, a taxa de ocupação das UTIs estava em 44% e atualmente é de 94%. Dessa forma, é fundamental frear o nível de transmissão do vírus na cidade, e uma das medidas necessárias é suspender o ensino presencial e retornar às atividades remotas, assim como desempenhadas em 2020.penhadas em 2020.

Posted in Destaque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *