Descumprimento do acordo de greve será pauta de assembleia dos servidores de Navegantes

Os servidores públicos de Navegantes estarão reunidos na noite dessa quarta-feira, dia 6, para debater o descumprimento por parte da Prefeitura de alguns pontos do acordo feito na greve de 2017 da categoria. A Assembleia Geral Extraordinária será realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Região da Foz do Rio Itajaí (Sindifoz) na sede da Câmara de Vereadores, a partir das 18h30. A pauta inclui ainda a eleição do Conselho Deliberativo de Navegantes conforme artigo 32 da entidade sindical.

A greve dos servidores de Navegantes aconteceu em setembro de 2017 e desde então o Sindifoz tem acompanhado e cobrado da prefeitura o cumprimento dos acordos feitos naquele momento de paralisação. Em alguns casos, além de prazos não cumpridos, o Sindifoz tem se deparado com a falta de respostas do governo aos ofícios protocolados. Confira abaixo as três principais reivindicações que ainda estão em andamento e que não possuem um prazo para sua conclusão:

Revisão da tabela salarial

Proposta que deveria ser contemplada até julho de 2018, a revisão da tabela salarial ainda não foi concluída. O governo municipal apresentou uma proposta inicial, no qual foi recusado pelos servidores através de reuniões realizadas pelo Sindicato com todas as categorias. Uma contraproposta foi elaborada pelos trabalhadores que compareceram aos encontros e apresentada pelo Sindifoz ao prefeito no início de outubro. Nos meses seguintes, o Sindicato oficiou o governo municipal por três vezes solicitando uma resposta a contraproposta, mas desde então a prefeitura não se manifestou de forma oficial.

Novo estatuto dos servidores

Embora o governo tenha criado uma comissão com o Sindicato para elaboração de um novo estatuto dos servidores municipais, desde dezembro as reuniões não são realizadas e alguns pontos não avançaram. Dessa forma, o documento segue sem previsão para ser encaminhado a Câmara de Vereadores para aprovação.

Revisão dos valores das bolsas de estudo

Proposta que estava atrelada a construção do novo estatuto dos servidores, a revisão dos valores das bolsas de estudo ainda não foi discutida com a prefeitura devido à morosidade para a conclusão do estatuto.

Greve de 2017 foi a primeira da história de Navegantes

 

Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *