Fórum sindical delibera pela paralisação dia 14 de junho nas cidades participantes

A sede do Sindifoz recebeu na última semana o encontro do Fórum Sindical dos Servidores Públicos Municipais, com representantes de diferentes entidades da região. Durante a reunião, ficou deliberado que os municípios participantes do fórum irão aderir a paralisação nacional do dia 14 de junho. Na área de abrangência do Sindifoz, a adesão ao movimento já havia sido aprovada em assembleia geral pelos servidores municipais de Itajaí na última semana.

Entre as principais pautas de luta elencadas pelo Fórum Sindical estão:

Contra o texto da reforma da previdência

A reforma da previdência ameaça a aposentadoria de todos os trabalhadores brasileiros, sejam eles servidores públicos ou não. A atual proposta do governo corta benefícios, aumenta o tempo mínimo de contribuição, diminui o percentual recebido na aposentadoria e cria um regime de capitalização que irá beneficiar diretamente as instituições financeiras privadas. Além disso, o texto da reforma deixa em aberto várias questões que autorizam o governo a passar por cima da constituição federal.

Contra os cortes na educação

Os cortes do governo federal na área da educação têm como principal alvo no momento as universidades federais, visando o desmonte do ensino superior público, e ameaçando diretamente a pesquisa científica no país. Os cortes de verbas também já chegaram a outros níveis de ensino e demonstram que a educação está longe de ser uma prioridade do governo Bolsonaro.

Contra a ameaça de extinção do Fundeb

Com prazo constitucional para acabar no ano de 2020, o Fundeb tem papel fundamental na rede pública de ensino do país, sendo o principal financiador da educação básica na grande maioria dos municípios brasileiros. Por isso, é preciso transformá-lo em política permanente, já que a ameça de extinção deste Fundo também é uma ameaça a rede de ensino como um todo. Defender o Fundeb se tornou uma pauta de luta muito importante para garantir o futuro da educação no Brasil.



Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *