Servidores de Balneário Piçarras terão 15,09% de reposição parcelada em três vezes

Após muita luta do Sindifoz junto aos servidores públicos de Balneário Piçarras, a reposição das perdas inflacionárias referentes a mais de três anos sem qualquer reajuste nos vencimentos da categoria será concedida pela Prefeitura Municipal. Com base no INPC, a reposição que compreende o período de 1º de janeiro de 2016 a 30 de abril de 2019 será de 15,09%, parcelada pelo governo em três vezes.

Contando a partir de 1º de maio, será pago 6,58% do período compreendido entre 1º de janeiro de 2016 a 31 de dezembro de 2016. Já a partir de 1º de setembro será pago 5,57%, do período compreendido entre 1º de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2018. Por último, a partir de 1º de novembro, será concedido 2,29% do período compreendido entre 1º de janeiro de 2019 a 30 de abril de 2019.

Desde que a atual diretoria do Sindifoz assumiu, em 2017, o Sindicato tem buscado junto ao governo a reposição das perdas inflacionárias, que é direito da categoria. Segundo Francisco Johannsen, presidente do Sindicato, em várias oportunidades a entidade oficiou o governo municipal sobre o tema na tentativa de estabelecer um diálogo com o Poder Executivo.

Neste ano, o governo municipal atendeu ao Sindifoz através da secretária municipal de Administração e Fazenda, Ana Lúcia Wilvert, culminando na proposta de parcelamento apresentada pelo governo e recentemente aprovada na Câmara de Vereadores. Além disso, o governo se comprometeu em encaminhar para o Legislativo o projeto que cria a data-base no mês de maio. Com isso, anualmente a revisão geral será concedida através de uma lei municipal. Porém, esse projeto de lei ainda não foi apresentado ao Sindicato, nem enviado a Câmara.

Francisco destaca a importância da participação direta dos servidores na assembleia geral e manifestação realizada em frente ao paço municipal nesse ano, demonstrando o interesse da categoria em lutar pelos seus direitos. Ele completa ainda que a reposição é um direito garantido aos servidores pela Constituição Federal e a busca pelo aumento real seguirá na pauta da categoria.

Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *