Servidores de Itajaí realizam primeira Assembleia da Campanha Salarial de 2021

O Sindifoz realizou de forma virtual na noite dessa segunda-feira a primeira Assembleia da Campanha Salarial de 2021 dos servidores de Itajaí. Sem reposição salarial desde 2019, os servidores já acumulam o direito a uma reposição de 7,05%, equivalente ao período entre maio de 2019 e janeiro de 2021 de acordo com o índice IPCA. Uma comissão foi formada para retomar as tratativas com o governo municipal, tendo em vista que a data-base da categoria é em maio.

Na assembleia, o presidente do Sindifoz, Francisco Johannsen, explicou que por conta da Lei Complementar 173, os municípios não podem conceder aumento real no salário dos servidores, porém a revisão geral anual deve ser concedida, já que é um direito da categoria de acordo com o Estatuto do Servidor Público Municipal.

Durante todo o ano de 2020 e o início de 2021 o Sindicato tentou estabelecer um diálogo com a administração municipal sobre a revisão salarial dos servidores e outras pautas que estão estagnadas, em sua maioria, desde 2019, porém não é atendido pelo Poder Executivo.

Enquanto isso, os servidores convivem diariamente com o aumento no custo de vida em todas as áreas, como combustível e alimentação, sem sequer receber a reposição da inflação correspondente ao período. Pelo contrário, com o aumento da alíquota previdenciária proposta pelo Executivo e aprovada pelos vereadores, houve uma perda de 3% nos vencimentos dos servidores.

Além disso, durante a pandemia muitos trabalhadores foram sobrecarregados e expostos ao vírus, em especial os servidores da Saúde, mas sem o devido reconhecimento por parte da administração municipal.

Educação

Após a conclusão da pauta do dia da Assembleia, foi aberto espaço para debate sobre a situação da Educação no município, que nessa segunda-feira teve que retornar às aulas presenciais normalmente. Novamente foram relatados vários casos de covid-19 em diferentes unidades do município e uma servidora deu o seu depoimento de como ela e as demais colegas tiveram que realizar uma manifestação para evitar entrar em uma escola que estava contaminada e oferecendo alto risco aos profissionais e aos alunos.

Ficou definido que o Sindifoz irá agendar para os próximos dias uma Assembleia exclusiva para tratar da pauta dos servidores da Educação.

Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *