Servidores da Saúde realizam manifestação em frente à prefeitura de Penha

Insatisfeitos com a gestão municipal e da Secretaria de Saúde, pasta que também é comandada pelo prefeito Aquiles, os servidores públicos municipais de Penha realizaram no final da tarde desta segunda-feira, dia 10, uma manifestação em frente a sede da prefeitura. Além da campanha REPOSIÇÃO SALARIAL É UM DIREITO NOSSO, a categoria também tem uma série de reivindicações na área da Saúde. Representantes de várias unidades participaram do ato.

Trabalhando há mais de um ano na linha de frente da pandemia, os servidores sofrem com a falta de valorização e a inércia da Secretaria de Saúde. A categoria está há 24 meses sem reposição salarial, enquanto o custo de vida aumentou consideravelmente nesse período.

Os servidores da Saúde ainda solicitam insalubridade de 40% por estarem expostos diretamente a contaminação de covid-19, além da insalubridade para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS), que ainda não recebem.  A categoria também cobra a criação da lei municipal do “Previne Brasil”, programa do governo federal que substitui o Pmaq, e é repassado aos trabalhadores. Outras cidades da região já se regularizaram e estão gratificando seus servidores.

Diante desse cenário preocupante, inclusive em questões estruturais e de equipe das unidades do município, o Sindifoz vem desde o último ano tentando agendar uma reunião com o prefeito municipal para debater as solicitações dos trabalhadores, porém não é atendido. Na próxima quinta-feira uma Assembleia Virtual será realizada através da página do Facebook do Sindifoz para definir os próximos passos do movimento dos servidores, não apenas da Saúde, mas de todas as áreas do serviço público de Penha.










Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *