Sindifoz se solidariza com servidores públicos de Florianópolis agredidos por forças de segurança

O Sindifoz vem através desta nota prestar solidariedade e apoio aos servidores públicos da Comcap (Companhia de Melhoramentos da Capital/Florianópolis), que na manhã desta terça-feira foram agredidos pela guarda municipal e pela Polícia Militar enquanto se manifestavam em defesa da autarquia e contra o projeto de privatização dos serviços de limpeza urbana da capital.

Também nesta terça-feira, os trabalhadores da Comcap decretaram greve por tempo indeterminado, exigindo a retirada dos editais de privatização do prefeito Gean Loureiro (DEM) e que o município cumpra a decisão judicial que proíbe a terceirização do serviço para uma empresa privada.

Além de prejudicar diretamente os servidores públicos municipais da Comcap, a terceirização da limpeza urbana em Florianópolis tem gerado diversas denúncias contra a empresa que está operando ilegalmente o sistema, como exposição de trabalhadores a riscos de saúde sem o devido equipamento, caminhões despejando chorume nas ruas e até transbordo de lixo nas casas dos moradores. Essa é só uma mostra do que a terceirização pode fazer com serviços essenciais à população, que no caso de Florianópolis, sempre foram executados com excelência por parte da Comcap.

No que diz respeito à agressão sofrida pelos servidores em Florianópolis, o Sindifoz lamenta profundamente que forças de segurança, inclusive de servidores municipais, sejam usadas para reprimir os servidores municipais no exercício do seu direito de manifestação, em uma mostra de total desrespeito por parte dos governantes.

Episódio semelhante foi vivido por servidores de Itajaí durante a greve da categoria em agosto, quando guardas municipais foram chamados para expulsar do paço municipal a comissão de negociação que aguardava no gabinete do prefeito por uma reunião com a administração.

Posted in News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *